• Cadastre-se
  • Equipe
  • Contato Brasil, 21 de outubro de 2019 06:52:20
Genésio Jr.
  • 06/10/2019 20h28

    Proposta indecente?!

    O ministro da Economia está sendo bombardeado a cada momento pela exigência de medidas orquestradas que animem a economia

    Bolsonaro e seu Posto Ipiranga!( foto: site O Globo)

    (Brasília-DF) O presidente Jair Bolsonaro neste final de semana deu uma longa entrevista as queridas Andreza Matais e decana Tânia Monteiro do “Estadão” e disse , entre outras coisas, que o ministro Paulo Guedes, da Economia, continua sendo seu Posto Ipiranga, mas só o que se fala nas rodas mas inteligentes e argutas de Brasilia é que se um dia o Presidente da República atrapalhava o superministro da Economia hoje em dia, aqui pra nós, o tal super-super anda atrapalhando o Presidente da República.

    Claro que  Bolsonaro não iria passar esse recibo. Hoje em dia é claro que ele se reaproximou do outro superministro, Sérgio Moro, que soube administrar o sangue frio. Guedes está sob grande pressão, pois não dá para terminar o ano sem nada além do que se vê.

    Neste domingo, 6 de setembro, o novo presidente nacional do Movimento Democrático Brasileiro(MDB), deputado Baleia Rossi(MDB-SP), que fez evento no dia do aniversário de 106 anos, se vivo fosse, de Ulysses Guimarães, disse que tem uma proposta para o Governo. Ele disse, creiam-me, que o partido que ele agora toca não quer ser governo e que busca bandeiras. Uma delas envolveremprego e renda. Ele defende que o Governo Federal use os fundos, não disse quais, para criar recursos para se gerar 1 milhão de empregos.

    Baleia Rossi defende que o Governo Federal faça parceia com os 5.570 municípios brasileiros, e não com os estados, parcerias para frentes de trabalho, não explicou quais, para a geração desses empregos. Todo mundo sabe que o MDB é o partido que tem mais prefeituras no Brasil. Esse negócio de frentes de trabalho, quem é do Nordeste, parece coisa velha e oportunista, mas não é bem assim.

    Se vivemos uma baita crise que não se refluiu, depois de vencida uma recessão bravíssima como não se via desde o crack da Bolsa de Valores de Nova York, em 1929, nada como frentes de trabalho como as feitas no primeiro governo de Franklin Delano Roosevelt(1933-37), lá no EUA. Para quem não lembra essas medidas foram algumas montadas à época, inspiradas no trabalho do economista John Maynard Keynes.

    A proposta de Baleia Rossi precisa ser melhor explicada, mas partindo de um partido importante, aliado do poderoso Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que tem o líder do Governo no Senado, tem que ser observada. É bom atentar que essa medida proposta de por Baleia Rossi é tipicamente anti-liberal a tese que anima o chefe da Economia do Brasil, Paulo Guedes, é o liberalismo.

    O ministro da Economia está sendo bombardeado a cada momento pela exigência de medidas orquestradas que animem a economia. Ele chegou, nesta semana, a dizer para um grupo reservado que poderia usar os recursos do pré-sal, que cabem a União, na economia ou até usar os recursos do BNDES, mas tudo ficou em suspenso pois não se sabe como vai ficar a cessão onerosa do Pré-sal ou até a reforma da Previdência.

    Essa segunda semana de outubro promete ser rica nessa questão de nossos destinos econômicos. Há quem diga no Mercado que Guedes só teria algo de fôlego para o ano que vem. Parece algo pouco crível às vésperas da reta final da definição do Orçamento da União para 2020.

    Os políticos estão sendo premidos pela agenda eleitoral, que começou sua contagem regressiva e não vão aceitar essa situação impávidos.

    O Presidente Jair Bolsonaro pode até dizer que Paulo Guedes ainda é seu Posto Ipiranga ,mas já tem muita gente duvidando disso!

    Por Genésio Araújo Jr, jornalista

    Email: [email protected]